TwoBaby

Em Breve!

Em Breve!

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Como É ser Uma Aguardante Pela Segunda Vez...

Hoje venho relatar como é estar aguardando o momento certo para virar tentante pela segunda vez, da primeira vez fui aguardante por um longo período não sabia o que esperar o que sentir era tudo novo, hoje com data e mês já em mente para de fato começar a tentar uma segunda gravidez, me sinto ansiosa, e como da primeira vez cheia de medos e incertezas , a espera dessa vez não será tão longa, logo conto a quantas anda os preparativos pré tentante.
É um misto de sentimentos, exatamente como se fosse a primeira vez tão especial quanto, quero fazer novamente tudo certinho, ácido fólico que já estou tomando desde Janeiro, será substituído por um mais forte por conta da amamentação, testes de ovulação e gravidez kit já em mãos , vitaminas para fortalecer o organismo, pretendo fazer uma limpeza com a nossa famosa e conhecida aqui no blog água Inglesa, e mais uma porrada de exames pré concepcionais, estou na minha ultima cartela de anticoncepcional e até de fato iniciar as tentativas vou usar outro método contraceptivo, vou retornar a minha médica Diva em Julho para fazer todos os exames, levo os resultados em Agosto e estando tudo Ok , primeiro ciclo de tentativas no mês de Setembro, e antes disso vou cuidar de reabastecer e limpar meu organismo.
Vou usar as dicas para engravidar de uma menininha , assim como de Ryan usei para menino e deu certo <3
 Estou nervosa, ansiosa, insegura uma bomba de sentimentos, mas meu coração quer outro filho e assim vai ser se Deus permitir.


Uma boa semana a todas!   

quinta-feira, 16 de abril de 2015

A Ilusão Da Mãe Perfeita : Sentimento De Culpa,..

Analisando esse meu primeiro ano como mãe, notei que em excesso diversas vezes por dia me sinto culpada por alguma coisa, é uma culpa um remorso persistente, parece que não importa o que eu faça nunca estará bom o suficiente nem a altura de Ryan, tenho crises de sou "uma péssima mãe", vou citar os momentos onde a culpa pesa e é repetitiva ...

Sinto culpa quando ele não come, será que fiz uma comida ruim? será que deveria insistir mais?, e quando enrolo ele para comer sinto culpa por faze lo comer sem vontade.

Sinto culpa por não ficar direto brincando no chão com ele, as vezes o cansaço bate forte e fico sentada no sofá vendo ele brincar.

Sinto culpa por descansar e o pai ficar com ele, parece tão errado, as vezes queria dar conta de tudo sozinha mas não consigo.

Sinto culpa por reclamar quando ele passa o dia pendurado no tete, as vezes fica muito dolorido, mas pedi tanto para amamentar.

Sinto culpa por as vezes perder a paciência com ele, acabo falando mais alto do que deveria.
Acho que estamos tão acostumadas a ler mentiras sobre a maternidade na internet que nos cobramos e julgamos cada vez mais, existem mães de verdade, sem um mundo cor de rosa, eu tento dar conta de tudo mas é difícil, tem dias que consigo outros que vou dormir sem arrumar o quarto dele foco da bagunça...
Esqueço até de comer, marido fica em cima para que eu me alimente, voltei ao peso de antes de engravidar magérrima novamente , cansaço e exaustão fazem isso com a gente rs.
 Tento ser uma boa mãe, mas me cobro de mais me sinto insegura, sinto ciumes dele principalmente quando se distrai com outras pessoas, eu sei loucura ele fica comigo 24horas por dia, não saio de casa sem necessidade extrema e procuro sempre levar ele junto, as vezes bate vontade de pegar um cinema mas e a culpa de deixar ele para sair para se divertir? tenho que trabalhar muita coisa em mim, vivo somente para Ryan, as vezes marido se queixa de carência tadinho...
Me sinto culpada por querer outro bebê sendo Ryan um bebezão, sinto como se estivesse traindo ele, medo de não conseguir me dedicar a ele como ele merece, medo da separação na hora do parto, conflito de sentimentos, mas não dar um irmão agora ele, não terá com quem brincar, vai crescer sozinho , egoísmo de minha parte adiar? ou egoísmo ter outro filho com o primeiro ainda super dependente?   
Dúvidas e incertezas que rondam minha cabeça, hora de começar a tornar sólido e dar pontapés iniciais para baby two...


Bom meninas esse post foi mais em forma de desabafo, não me acho perfeita estou longe disso, mas tento, tento de coração ser uma boa mãe, amor, carinho e dedicação Ryan tem em excesso isso tenho certeza, amor maior , infinito , puro amor de mãe...



Uma boa semana a todas! e obrigada pela visita!

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Eu Não Sou Menos Mãe!

*Eu não sou menos mãe porque minha gravidez não foi planejada.

*Eu não sou menos mãe porque não consegui curtir a gravidez devido aos sintomas intensos.

*Eu não sou menos mãe porque meu parto não foi humanizado e sim cesariana.

*Não sou menos mãe por ter escolhido data e hora para meu bebe nascer, por medo de parto normal.

*Eu não sou menos mãe porque não consegui amamentar.

*Eu não sou menos mãe por oferecer leite artificial ao meu filho.

*Não sou menos mãe só porque introduzi alimentos antes dos 6 meses de idade.

*Não sou menos mãe porque não consegui amamentar exclusivamente até os 6 meses.

*Eu não sou menos mãe por oferecer chupeta e mamadeira.

*Eu não sou menos mãe por não usar fraldas de pano ecologicamente corretas.

*Não sou menos mãe por fazer cama compartilhada.

*Não sou menos mãe por ter colocado meu filho RN para dormir no quarto dele desde a primeira noite em casa.

*Não sou menos mãe só por usar lenços umedecidos ao invés de algodão e água morna.

*Eu não sou menos mãe por voltar a trabalhar antes dos 6 meses de vida de meu filho.

*Não sou menos mãe por não ter abandonado o emprego para me dedicar exclusivamente ao bebe.

*Não sou menos mãe por oferecer biscoito, pão, água etc.. para meu bebe de menos de 1 ano de idade.

*Não sou menos mãe por usar sal e açúcar nas refeições de meu bebe.

*Não sou menos mãe por medicar sim, meu filho mesmo que a febre não seja alta.

*Não sou menos mãe por coloca lo na escolinha.

*Não sou menos mãe por oferecer papinha Nestle .

*Não sou menos mãe por ser ajudada pelos avós nos cuidados com o bebe.

*Não sou menos mãe por deixar meus filhos assistirem TV.

*Não sou menos mãe por usar andador.

*Não sou menos mãe por ter filhos antes dos 20.

*Não sou menos mãe por ter filhos com mais de 40.

*Não sou menos mãe por ter apenas 1 filho único.

*Não sou menos mãe por ser mãe solteira.


Este texto hoje vai para todas as mulheres que de alguma forma se sentirão menosprezadas e humilhadas por terem tomado decisões sobre a vida do filho, existem muitas mulheres que gostam de julgar apontar o dedo mesmo tudo para se sentirem MAIS que as outras, o menos na verdade são elas um casamento fracassado, vida financeira falida, falta de amor com o filho, pode apostar que por trás da pompa e julgamentos há algo de podre.
Siga sempre seus instintos, não deixem que a julguem e se fizerem ignore corte a pessoa da sua vida, o mal a gente corta pela raiz.
A maioria das mães quando erra é tentando acertar e nunca para o mal do filho, não se culpe, maternidade são para os fortes, vão ter momentos de desespero, de lágrimas e de muita culpa, mães são exigentes e muitas vezes cruéis com sigo mesmas na hora de se auto avaliar.
Confie em você no seu coração!




Uma boa semana a todas!
e boa sorte! 

segunda-feira, 6 de abril de 2015

1º Aninho De Ryan, 1º Ano Como Mãe Parabéns Para Nós!!!!


  Um aninho meu pequeno príncipe completou, no dia de seu aniversário passou um filme em minha cabeça voltei no tempo na vida de aguardante até o positivo, a mágica gravidez e o maior marco seu nascimento o dia mais feliz da minha vida, hoje meu pequeno corre por tudo, bagunça a casa inteirinha , escolhe o que quer comer, pede o que quer apontando com o dedinho ou falando mesmo, como água que na linguagem dele é "aba" rs
   Tira tudo do armário espalha pelo chão, corre atrás dos gatos, brinca com os cachorros pelas grades do portão, já tem 5 dentinhos na boca 3 em cima e 2 em baixo, teve febre no nascimento de 2 deles.
   Na nossa consulta com pediatra o peso continua um pouco abaixo, e o senhor pediatra se achou no direito de querer que eu desmamasse Ryan, pois ao invés de comer ele grudava no peito, e que a noite o colocasse no quarto dele até adormecer que não precisa ser amamentado durante a madrugada...
   Fiz cara de alface , me senti culpada talvez estivesse errando em alguma coisa , me senti péssima mãe, mas segui meus instintos e a cama continua compartilhada e o quarto dele lindo só como depósito de brinquedos, o tete permanece até quando Ryan decidir se quer ou não, visto que mama de ficar quase 2 horas no peito...
   Seu desenvolvimento é admirável impressiona a todos, uma criança esperta, carismática e inteligente regado com uma personalidade unica e forte.

  Fizemos uma festa em casa no maior capricho, o tema seria Rei Leão, mas não consegui ninguém que trabalhasse com o tema, logo foi decidido pelo pequeno príncipe já que é assim todos o chamam , ficou tudo muito lindo me surpreendi muito com resultado final, teve brinquedos para as crianças se esbaldarem, fantasia de príncipe tudo personalizado com carinho para Ryan, mesmo em casa os gastos foram pra lá de altos, mas valeu muito a pena, todos os convidados compareceram, Ryan se divertiu muito, mas ficou chiclete com mamãe rs que por esse motivo saiu em quase todas as fotos rs 
   Ganhou roupas e brinquedos legais , tudo escolhido com carinho e capricho.

Amei planejar a festinha, os preparativos, e olha que achava que isso era perda de tempo que não valia a pena festa de 1º aninho, que bom que mudei de ideia a lembrança ficará eternizada no book do seu aniversário.


Dias antes Ryan foi batizado, somente perto de 1 ano foi possível por problemas de incompatibilidade de data e hora, Batizado e consagrado pela Igreja Católica , uma cerimônia linda simples, meu pequeno se comportou muito bem, chorou um pouco mas logo se acalmou.

Nossa Páscoa foi sem chocolates e com roupas e brinquedos, não sou neurótica e chata com alimentação , Ryan já experimentou quase tudo exceto coisas que realmente não trazem nenhum único benefício por exemplo: refrigerantes , doces , salgadinhos etc...


   Nessa minha experiência como mãe, teve momentos, dias bons outros nem tanto, mas na soma total o saldo é positivo, minhas maiores dificuldades foram as cólicas aceitar que mesmo fazendo de tudo elas ainda estavam presentes, outro ponto que me desgastou muito foi e é abstinência de sono, essa tira a paciência da vontade de chorar... 
  O ciumes sim esse sentimento chato, tenho de que policiar, as vovós adoram atiçar meu ciume aff... sim confesso morro de ciumes do meu filho.
  Mas acho que pelo papai super presente e ajudando muito mais do que um dia imaginei é tudo mais leve é tudo dividido, apesar de ter horas que só o colo da mamãe resolve muito amor envolvido <3 

Estou me organizando para essa nova fase que está por vir, Tentante novamente, estou ansiosa por isso, animada e com um frio na barriga também, será que dou conta?
essa pergunta ronda meus pensamentos, resolvi confiar e me atirar de cabeça sem questionar mais apenas sentir...