TwoBaby

Em Breve!

Em Breve!

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Baby Two Capítulo II: 1º Ultrassom & Hematoma Subcoriônico!

Eu estava com 8 semanas quando marquei a primeira ultra do baby two, no mesmo lugar onde realizei as de Ryan, com o Dr Maravilha.
A ansiedade era a mesma, eu e marido estávamos muito ansiosos e felizes, pois da última vez que realizamos uma ultra nesse local foi para confirmar a perda do bebe ano passado...
Marcamos para parte da manha Ryan ficou sobe os cuidados da vovó paterna na qual tenho total confiança.
Começamos o exame, e logo vimos nossa pipoquinha feliz e saltitante com batimentos altos e embrião grande para idade gestacional acusando uma semana a mais, aparentemente tudo normal, até que quando estávamos acabando o exame uma mancha surgiu perto do saco gestacional, era o temido e assustador hematoma, com menos de um centímetro mas aterrorizante...
Dr Maravilha pediu para que entrasse em contato com minha médica, que era muito comum aparecer no primeiro trimestre, e por precaução deveria fazer repouso...
Óbvio que fiquei uma pilha de nervos, liguei para minha médica, enviei as fotos da ultra, e ela me disse o mesmo que era comum nada preocupante, que eu deveria fazer repouso moderado e mais nada, que provavelmente meu organismo iria absorver ou eliminar via vaginal esse sangue acumulado no qual é chamado de hematoma subcoriônico...
Chegando em casa pesquisei muito sobre o assunto, histórias com final feliz e perdas logo após se descobrir o hematoma...
Resolvi por conta e "empoderamento" fazer uso de progesterona via vaginal 200mg por noite, a controvérsias de que alguns médicos receitam nesses casos somente para mulher sentir que fez tudo que podia para ajudar o seu bebê, e foi isso que fiz já que mal não faria.
O repouso moderado consistia em não se abaixar, levantar peso, andar muito ou ficar muito tempo de pé, evitar stress e fortes emoções, abstinência sexual.
E por essa razão interromper a amamentação pois as contrações uterinas poderiam aumentar esse hematoma e causar um aborto. 
E uma ultrassom por semana até o hematoma sumir, ou notar sua evolução negativa.

Não se sabe ao certo as causas que fazem com que esse hematoma apareça, eu acredito que em partes fui culpada, não me cuidei como deveria, tratei como uma gravidez normal mesmo no início, acabei fazendo força de mais ao trocar o lençol da cama, não é frescura o colchão de uma cama King pesa horrores e acabei puxando um pouco para esticar bem o lençol...

Esclarecendo esse tal Hematoma!

Ele tem vários nomes, hematoma subcoriônico, descolamento ovular, descolamento do saco gestacional, ou descolamento de placenta(totalmente errado pois placenta não existe nessa fase).
Na maioria dos casos não se tem sintomas, mas podem ocorrer pequenos sangramentos via vaginal.
A explicação dada é que há uma pequena falha na hora da implantação onde o embrião quase se desprende, causando esse micro sangramento que se aloja perto do saco gestacional.
A grande maioria das gestações segue adiante sem nenhum problema e o hematoma some após algumas semanas ou dias dependendo do tamanho desse hematoma.
É feito um acompanhamento por ultrassom.
Seu disgnóstico é feito por ultras de rotina.

Imagens de ultras com hematoma presente:


Há também um famoso médico obstetra que alerta sobre os altos índices de hematoma no Brasil por falta experiência do médico ao realizar o exame, sendo um erro médico, em alguns artigos sobre assunto onde afirma se que se não ouve sangramento visível as chances de um diagnóstico de hematoma estar errado é imenso, e uma segunda opinião deve ser solicitada.

Fiz o repouso um pouco mais restrito, marido segurou as pontas e tomou conta de Ryan, os enjoos vieram cada dia mais fortes junto com o vômito após cada tentativa de me alimentar, plasil, Dramin , Meclin só me davam sono não ajudavam em nada...
Isso somado a tensão do desmame, o choro e emoção não tive como conter, do resto fiz tudo e um pouco mais para tentar segurar meu bebezinho...

Uma semana depois veio a resposta, o hematoma havia sumido, meu corpo absorveu, não haviam nem resquícios dele, mas por segurança o repouso moderado seria até as 12º semanas, e eu por minha conta decidi continuar com a progesterona.

Pude respirar emfim curtir um pouco, o medo de perder era muito grande, eu não tinha com quem conversar, então fiz maratona atrás de maratona de séries rs

Então se você chegou até aqui com esse diagnóstico, não se assuste, tudo vai dar certo, o corpo é sábio.



Observação:

Estamos já na metade da gestação no 5º mês o problema com hematoma foi solucionado realmente.
Vou atualizando aos poucos, então não se assuste com o andar das semanas voando a cada post..


terça-feira, 16 de agosto de 2016

Capítulo I: O Irmãozinho(a) De Ryan: A História a Ser Escrita Do Baby TWO...

Eu sei que prometi contar tudo nos mínimos detalhes quando engravidasse novamente, mas nem tudo saiu como esperava, o desmame imposto de Ryan...
Mas vamos desde o início, foi um ciclo sem muitas expectativas , minha acidez estava em alta, cheguei a usar o pre seed fora do período fértil, o que deu uma melhorada na hora das relações.
Como havia descoberto que aplicativos não funcionam fiquei meio perdida, minha ovulação aconteceu logo após a menstruação descer mas isso só fui descobrir depois...
Ainda estava no clima pós festa de Ryan escolhendo fotos, trocando presentes, quando passei a notar meus seios vazando como nos primeiros meses de amamentação e muito sensíveis amamentar ficou difícil.
 Nos dias seguintes me senti doente como se uma forte gripe fosse chegar, até observei a temperatura que em um certo dia caiu muito, até pensei que a menstruação fosse descer mais cedo, o estranho era o corpo eu sentia queimar...
Nos dias seguintes a temperatura subiu e se manteve alta, não chegava a ser febre mas perto, por essa razão decidi não tomar remédio para uma possível gripe..
No dia que Ryan completou 2 anos e 1 mês a noite me deu vontade de fazer um teste de gravidez, e pedi para o marido pegar, já que eram super sensíveis importados da marca Wondf, não queria deixar a vista se não faria tudo, sim sou a louca do teste de gravidez kkkk
Faltavam 4 dias para data da menstruação descer, marido me entregou muito a contra gosto pois achava que daria negativo, e eu ficaria triste afinal era nosso primeiro ciclo novamente...
Corri para o banheiro e fiz, e magicamente a segunda linha, chorei , tremi, sabe aquele choro forte de alívio de felicidade uma explosão de sentimentos...
Marido óbvio ouviu veio correndo, parou na porta do banheiro, mas eu não conseguia falar , ele coitado achou que tinha dado negativo e já veio falando para ter calma repetir dali dois dias...
Até que peguei na mão dele e coloquei o teste, ele olhou travou e chorou, nos abraçamos em silencio por alguns minutos e choramos...
Não contei para absolutamente ninguém além de meu marido, decidi só falar algo depois do beta já pronto e se fosse um valor alto, quando perdi meu bebe ano passado vi que amigos são família e ninguém mais.
No dia seguinte não fiz nenhum teste, uma calmaria tomou conta de mim, eu sentia em meu coração que dessa vez daria certo e confiei.. 
Realizei o beta no 3 dia , e em casa um teste o mais barato e menos sensível, no qual a segunda listra rosa e viva apareceu, e o beta se confirmou com um 85mUi-mL, alto para quem ainda não estava atrasada...
Decidi que só contaria para meu marido e sogra, e para o restante da família só com 12 semanas completas, com um aborto, zica rondando não queria preocupar ninguém.
Contei em alguns grupos mas me arrependi, felicidade causa inveja, muita inveja, recebi ataques gratuitos...
Mas como tudo é aprendizado e eu tenho uma luz unica e forte, me afastei de tudo que me atrasava, fiz uma faxina e me senti em paz, como se tivesse exorcizado demônios, foi revigorante.
Marquei minha primeira consulta com a Diva, troquei de plano para um mais completo para mais conforto e satisfação...

Foram passados exames de rotina, como faço em dia não teve muitas novidades, e a tão esperada ultrassom...
Na qual marquei com 8 semanas.
Enquanto isso tentei curtir, mas o medo de perder era imenso, me sentia insegura, perdida, e tive todo amor dedicação e cuidado do marido mais perfeito e querido do mundo, ele segurou minha mão e me deu forças quando eu cai, quando medo me sufocava de tal modo que eu tinha sensação de não conseguir respirar...
Não teve "amiga" não teve parente, foi só ele o tempo todo, nossa escolha, nossa nova jornada...

Angels Sound detectou batimentos com 6 semanas e 4 dias, o melhor conforto que eu poderia ter...
Os enjoos vieram fortes ao ponto de não conseguir comer, diferente da gravidez de Ryan sem nenhum incômodo. 

Nos próximos posts conto como foi a primeira ultra, o imprevisto, o medo, e a causa do desmame...




Posts não estão em tempo real, mas tudo que aconteceu será relatado de acordo com as anotações pessoais.  


sábado, 13 de agosto de 2016

O Desmame de Ryan..

Essa é a razão da ausência no blog, fiquei muito triste por ter que desmamar Ryan aos 2 anos e 2 meses, não foi uma decisão fácil, era algo que relutei até onde pude...
Por problemas médicos o desmame foi solicitado e tive de parar de amamentar imediatamente (outro post explico tudo direitinho).
Ryan aceitou bem, não chorou tanto como eu imaginava, mas eu por outro lado me senti um lixo e só chorava dia e noite...
É difícil, não tive apoio de nenhuma amiga, a maioria pouco sabia sobre amamentar, muitas nem até os 6 meses conseguiram, ou por falta de informação, comodidade ou opção, o que não julgo cada um faz o que é melhor para si, a questão é que me vi sozinha, e só ouvia que ele já havia mamado o suficiente, que passaria a comer melhor sem o tete, isso vindo de mães de filhos gordinhos e com sistema imunológico frágil, Ryan é um touro de forte, e gordura nunca foi parâmetro de saúde, bem pelo contrário...
Me isolei do mundo, tive inicio de depressão, não foi algo fácil, foi uma experiencia traumática, posso dizer que foi minha maior dificuldade até o momento.
Amamentação prolongada é visto com maus olhos, e os principais juízes são outras mulheres, outras mães, algumas por inveja, outras por ciúmes do boy, outras por achar ser coisa de pobre, emfim gente doente... 

Hoje fazem quase 3 meses de desmame, Ryan ainda dorme abraçado ao tete, pergunta se o leite acabou, mas não pede mais...
Eu conversei com ele e fui sincera de forma lúdica ele entendeu, não teve uma fórmula ou algo mágico...
Hoje ele toma duas mamadeiras cheias, come mais, mas o peso não alterou continua ganhando o mesmo de antes.
Teve um episódio de rinite alérgica, mas não fez tratamento pois teve reação ao anti alérgico, e se curou por si só.

Amamentar é doação, é dormir mal, sentir fraqueza mas nunca desistir, optar por não oferecer chupeta, mamadeira e a livre demanda, são pouquíssimas mulheres que conseguem amamentar por mais de 1 ano, tenho um marido e pai maravilhoso que faz a sua parte e teve grande importância nesse processo essa vitória é nossa.
Minha família também sempre me apoiou e incentivou muito.

Hoje já olho nossas fotos... centenas no tete sem chorar compulsivamente, sou grata pelo leite que jorrou dos meus seios, de conseguir realizar o sonho de amamentar, de ter um filho lindo e saudável todo esforço, noites sem dormir se reflete na saúde e bem estar de Ryan e isso definitivamente não tem preço.
recordações lindas , momentos inesquecíveis amor líquido, o elo entre mãe e filho fora da barriga, eu fui a unica fonte de alimento, a unica a apreciar esse momento, nosso momento...

Só carrego um sentimento no peito GRATIDÃO...


Um bom final de semana a todos, logo logo atualizo vocês do motivo do desmame, e de tudo que rolou nesses últimos meses.. 

sábado, 25 de junho de 2016

Filhos Estragam o Casamento?

Já perdi as contas de quantas vezes ouvi que a chegada de um filho estraga o relacionamento do casal, assunto polêmico , mas vou expressar o que realmente acho sobre esse assunto.

Não filho não estraga, não atrapalha em nada, o que acontece é que na maioria dos casos os casais tem filhos já com um casamento em declínio.
Quando a gravidez é acidental e nenhum dos dois está preparado é sempre um baque muito grande, um joga culpa e responsabilidade no outro, e se a relação é recente, é certo que o final se dá antes mesmo da criança nascer, namoros que iniciam com gravidez 90% acabam.

Outro caso é o casal que está a tempo juntos porém só a mulher sonha com o filho, e cai na burrada de achar que quando engravidar num passe de mágicas o marido ogro vai se transformar em um príncipe SQN, o marido diz com todas as letras que não é o momento, que quer crescer na carreira, melhor a situação financeira, ou seja tem outros planos para antes do bebe, mas a mulher faz chantagem, birras, insiste, deixa atordoado o pobre do homem que para se ver livre do assunto diz ok vamos tentar, mas na verdade no íntimo ele deseja que a esposa demore para engravidar.
Ela engravida antes de completar 1 ano de tentativas, é obvio que o marido não muda em nada, as vezes tende a ficar mais irritado, bravo e não liga para gravidez, vai as ultras por obrigação não por prazer de ver o filho(a).
Se a mulher é dependente financeiramente a situação é pior, tem que mendigar insistir para o marido comprar o básico para o filho(a), se ela tem seu próprio dinheiro compra tudo a seu gosto sem stress, sem pedir para família ajudar.

A criança nasce, o marido que trabalha chega em casa quer janta, casa limpa bebe em ordem e esposa arrumada, pois "ele já faz muito sustentando a casa..."
Ela não dá conta, vem as brigas cada vez piores, nem sexo acontece pois ela se sente insegura com o novo corpo adquirido pós maternidade, ele começa a chegar tarde em casa, já tem outra na rua e talvez já tivesse antes mesmo dela decidir engravidar...
As vezes ela descobre aceita, na tentativa desesperada de manter uma família que nunca existiu, as vezes ele sai de casa para ficar com a outra, as vezes ela tem um pouco de amor próprio por si e pelo filho(a) e termina a relação, as vezes ela se descuida e em um momento de fraqueza eles fazem sexo e ela engravida de novo, um acidente não planejado que coloca o ponto final na relação, pois ele a culpa.

O que estraga um filho é um casamento decadente , cheio de brigas, sem amor, apenas comodidade, isso deixa marcas em uma criança.

Filho não destrói nada, se existe amor não importa se foi planejado ou não o casal se une ainda mais, se ajuda, pois são companheiros.

O que acaba é o que já não estava bem, se arrastava, uma relação doente onde ninguém buscou tratar, resgatar o amor e o respeito.

Um filho muda a vida sim, é um turbilhão de coisas novas, a vida muda da noite para o dia drasticamente, mas se o casal escolheu e decidiu isso juntos de coração aberto desde o início, podem vir quíntuplos que o amor e companheirismo não serão abalados em nenhum momento.

A decisão de ter um filho ou mais é algo sério, envolve uma porção de coisas, precisa de estrutura, física e financeira, escola, plano de saúde nada disso vem de graça, o de graça não tem qualidade, deve ser pensado e repensado umas mil vezes, botar um filho no mundo só porque a blogueira famosa cheio de patrocínio tem uma penca e você acha legal, se ilude com os vídeos onde parece ser fácil e tudo muito lindo, não é o motivo certo, ou só porque a amiga resolveu tentar e você também quer, não é o motivo, olha a vida e relacionamento da amiga e depois olha bem para o seu, reflita...


E parem de reproduzir o discurso que filho acaba com casamento, e corrija quem dizer, quem acaba são os adultos quando resolvem agir feito crianças...



Texto polêmico , mas que serve para refletir sobre os "causos" que ouvimos e toda vez que eles vem acompanhada da frase clichê que filho estraga relações. 

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Tentantes : Conceive Ou Pressed ? Qual O Melhor?

Toda tentante já deve ter ouvido falar dos lubrificantes amigos da fertilidade, que ajudam muito na concepção quando a mulher tem pouca produção de muco, ou até mesmo um muco hostil.
Existem outras marcas, porém vou me prender as mais conhecidas e que já fiz uso então posso falar sem achismo baseando se em minhas experiências pessoais.

Vamos fazer um comparativo prático de simples entendimento, tentando esclarecer as dúvidas e curiosidades sobre os produtos.

Ambos não são "jabá" paguei do meu próprio bolso, não tem parceria , não se trata de um publi post.


Batalha dos Lubrificantes :


Valores:
Conceive plus: Em média é encontrado por 80 a 200 reais, e tem 3 tamanhos, 30mls e 75 mls, e em embalagens individuais com 8 aplicadores de 4g, por isso a variante de preço.


Pressed: Em média de 160 a 250 reais, só temos a versão 40 gramas com 9 aplicadores inclusos.


Rendimento:

Conceive Plus: As versões de 30mls e de 75 mls não vem com aplicadores, o que ocasiona desperdício de produto, é um gel consistente grossinho e difícil de tirar do tubo, além de precisar a cada aplicação de uma nova seringa esterilizada, em média dura 2 ciclos a versão que usei foi a de 30 mls.


Pressed: Fácil de manuseio tanto para encher os aplicadores e conforto na hora de aplicar, rende muito, pois é bem líquido e dá para usar apenas metade do que é indicado tranquilamente o que faz durar em média uns 4 ciclos. 


Eficácia: 


Conceive Plus: Usei no primeiro ciclo de tentativas do bebe 2 e engravidei, porém como todas que acompanharam sabem que a gravidez foi na verdade química, depois usei até o final nos mês seguinte a perda mas sem sucesso.

Pressed: Usei no primeiro mês de tentativas da primeira gravidez, tive suspeita de gravidez química, no mês seguinte usei novamente e resultou em Ryan, e comprei novamente para tentar o bebe 2 na volta a vida de tentante, só posso dizer que é o melhor em todos os sentidos!


Considerações Finais:

Hoje se fosse voltar no tempo só teria comprado pressed, apesar de ser o com custo mais elevado no Brasil é o que mais vale o investimento no meu ponto de vista, sempre tive pouco muco e depois da perda ficou hostil e nem por um milagre engravidaria pois estava um poço de acidez , que com cuidados e pressed meu ph ficou perfeito novamente.
Ambos resultaram em gravidez sim, ou seja cumprem bem seu papel, mas pelo quesito, rendimento, consistência , e facilidade de aplicação minha preferência e indicação vai para o Pressed sem dúvida nenhuma!

Então se você está pensando em investir em um lubrificante caro, fica a dica, tem resenha detalhada dos dois produtos aqui no blog se ainda restarem dúvidas procure na lupa que encontrará um rico relato cheio de detalhes sobre cada um deles.



Uma boa semana a todas!

#VemPositivo 




sábado, 21 de maio de 2016

Tentantes :Aplicativos De Ovulação Não Funcionam!

Sei que muitas vão ficar boquiabertas com esse post, mas a intenção não é causar tretas e polêmica, resolvi escrever sobre isso depois de quase 2 anos usando aplicativos diferentes, e cada um me dava um resultado, enquanto um detectava atraso outro dizia faltar 4 dias para o fim do período, ovulação então nem se fala variava do 14,15,16,18,21 e 23 dia do ciclo, isso não o período fértil e sim o dia da ovulação.
Como usei muito teste de ovulação e aprendi a conhecer meu ciclo vi que TODOS estavam errados, isso mesmo!
Minha ovulação acontecia no 13º do ciclo e se eu fosse realmente tentar só pelos avisos do aplicativo perderia o período fértil, isso descobri nos meses sem tentar, que os poucos que tentei foram em dias errados!
Assim como os aplicativos me diziam que meu ciclo era de 28 a 31 dias, outro grande erro, meu ciclo após a perda passou a ser de 26 dias o que me fez pensar que minha fase lútea era curta, pois contava que a ovulação acontecia no 15º, 16º dia do ciclo outro grande erro.
A partir do momento em Abril que decidi ser o ciclo sem ajuda nenhuma de aplicativos pois vi o quanto são inconclusivos e errôneos, foi minha melhor escolha, ouvir meu corpo, auto conhecimento, muitas vezes via os sinais e nunca batiam com aplicativo, a burra ignorava a voz do corpo e ia pelo aplicativo de lobo vestido de cordeiro.


Apenas 1 não se saiu tão mal, mas também errou algumas vezes, mas comparado os outros foi o mais próximo a realidade este é o Fertily Friend.



Então moças fica dica, utilizem métodos de auto conhecimento, observação de muco cervical , temperatura basal, detecção de ovulação pela saliva, ulta seriada se for o caso de um ciclo muito longo.

Não confiem em aplicativos confiem no corpo de vocês, demorei muito para acordar e ver que eles não funcionam, muitas tentantes ficam escravas desses apps e só namoram nos dias indicados perdendo o período fértil, que acontece antes ou depois da data indicada pelo app.

Muitas vão dizer que funcionam , que acham eficazes , mas é uma minoria 90% das mulheres tem um ciclo irregular difícil de calcular.



Um bom final de semana a todas! 


Tentantes: Detectando Ovulação Pela Saliva, Com Microscópio !

Muitas meninas já devem ter ouvido falar do teste feito apenas com saliva para detectar ovulação, existe um aparelho que parece com um batom , que nada mais é que um micro microscópio que é vendido por um preço exorbitante , pois as empresas viram que o mundo das tentantes é lucrativo pois fazem de tudo, não medem esforços para conseguir seu positivo, muitos blogs famosos , grandes mesmo e ricos em informação, infelizmente indicam esse teste, pois fazem parcerias lucrativas, e dão um desconto de 10% se usar o cupom do blog ao final da compra, que não paga nem o frete e nem faz lá diferença já que a média de preço é entre 300 e 600 $ reais dependendo do lugar...
Não acho certo extorquir as pessoas dessa forma, não vou indicar ou me estender sobre esse produto, mas vou lhes apresentar uma maneira de utilizar a mesma técnica por um preço digno, acessível e com a mesma eficácia nos resultados.

Você vai precisar de um microscópio desses de criança igual a foto ilustrativa do post, o valor é entre 60,110 reais, laminas de vidro(sempre bom mais de uma, são frágeis de mais) e sua saliva. 


Mas primeiro vamos entender um pouco como isso funciona, como a saliva pode nos dizer se estamos ovulando ou não?
Simples hormônios, nós mulheres somos uma bomba cheia de hormônios rs

Também conhecido como teste ferning tem uma previsão de 98%, ou seja extremamente alto e vale a pena investir nele, visto que testes de ovulação de tiras são caros e imprecisos no caso de SOP e outras disfunções, e o microscópio pode ser reutilizado inúmeras vezes por vários ciclos.

 *Quando a mulher está prestes a ovular, a saliva apresenta cristais , depois muda de padrão formando "samambaias", isso devido a subida de hormônios, na imagem a baixo isso fica mais claro, como vai mudando com o passar dos dias e ficando fácil notar se o pico:


*Como testar?

Usar sempre a saliva da parte da manhã de preferência sublingual logo abaixo do freio onde se tem menos bolhas, teste deve ser feito em jejum, pois alguns alimentos comprometem a eficácia do teste, ou seja levantou da cama já faça o teste, sem escovar os dentes ou fumar. 
Adicione uma gota de saliva na lamina e espere a amostra secar aproximadamente 15 minutos.

*Não Fértil: Pedrinhas, você verá o que se assemelha a pequenas pedras.

*Entrando no Período Fértil: pedrinhas misturadas ao que se assemelha a folhas de samambaia.

*Fértil : Samambaias grandes e bonitas, significa que está prestes a ovular ou ovulando, corre namorar gata.


Imagens para ajudar:





 Bom meus amores, tenho feito muitas pesquisas para trazer dicas e métodos para ajudar todas as tentantes nessa luta que não é fácil, mas com garra e tomando as rédeas do ciclo a jornada de auto conhecimento só trás resultados positivos!


Teremos muito ainda posts já prontos que estou liberando aos poucos, por isso, não estou falando de Ryan nem de como foi o primeiro ciclo de volta a vida de tentante. 


segunda-feira, 16 de maio de 2016

Tentantes: Medindo Ph Vaginal , Será Que Seu Muco é Saudável?

Hoje vamos falar sobre o ph vaginal, esse assunto costuma passar batido, porém para uma gravidez acontecer o ph deve estar equilibrado. 
Muitas vezes a tentante é super saudável e o marido também, exames todos com resultados satisfatórios, mas passa mês após mês e a gravidez não acontece, e ela nem sonha que o "problema" pode ser algo simples e fácil de resolver.
Quando o ph vaginal encontra se desequilibrado, acaba produzindo um muco hostil que ao invés de proteger o espermatozoide acaba prejudicando a jornada até o útero, ou seja os peixinhos morrem antes de se quer concluir o trajeto. 
O ph vaginal é de natureza ácida, isso serve como modo de defesa para proteger contra proliferação de bactérias, fungos.
O muco cervical durante o período fértil se torna mais alcalino para formar uma espécie de proteção do esperma contra o ambiente naturalmente ácido da vagina, só assim ele consegue chegar a fecundar.
As principais causas de um muco hostil, é a falta de ingestão de líquidos e uma alimentação sem vitaminas e sais minerais, indutores de ovulação, falta de estrogênio , e dieta rica em açucares e carboidratos.

Como identificar?

*O muco no período fértil é transparente elástico brilhante, muco hostil não estica é opaco e quebradiço esbranquiçado...


*Mas e quando não temos muco visível, como identificar?  


Aí é que vem o "pulo do gato" rs, existem hoje no mercado tiras que servem para medir o ph, são essas tirinhas da foto abaixo :

Elas vem na cor laranja e com uma tabela de cores coloridas onde cada cor corresponde a um número de PH.
Você vai destacar uma tira e com seu dedo devidamente limpo apenas com água para não alterar o resultado do teste, você irá introduzir em na vagina e pressionar em um dos lados(parede vaginal) por apenas 5 segundos, logo após feito isso você vai se dirigir a tabela e comparar o resultado com as cores que existem como possíveis resultados , quanto mais ácida mais laranja fica, o resultado ideal seria entre as cores 7 e 8 .

Lembrando que o teste de ph deve ser feito exclusivamente no período fértil, de 2 a 4 horas APÓS a relação sexual, só assim para ter um resultado preciso, e depois disso pode se tomar medidas para corrigir esse Ph e melhorar o muco.


*Como Corrigir?

Você pode corrigir de 2 maneiras fáceis e baratas, a primeira é a famosa ducha de bicarbonato de sódio, que deve ser feito no máximo 2 vezes no período fértil, 30 minutos antes da relação, e respeitando as medidas:

*1 litro de água Filtrada
*1 colher de cafezinho de bicarbonato de sódio
Pode se usar uma seringa sem agulha, ou duchas próprias para isso.


*Outra solução é trocar o sabonete íntimo tradicional normalmente ácido, por Shampoo Jhonsons Baby ph equilibrado (O tradicional amarelinho) por todo o período fértil.


*Outra solução opcional e nada barata é investir em um lubrificante específico com um ph equilibrado, eu indicaria o preseed!


*Essas tirinhas são facilmente encontradas na internet, mercado livre e lojinhas online com um preço acessível variando de 5 a 25 reais um bloco com 80 tiras.


Desejo a todas uma boa semana, vamos correr atrás do positivo, pesquisar , estudar , nada cai do céu ^^



*Posts sendo colocados sem estarem em tempo real, então não se assustem com o salto no tempo e novidades que estão por vir !


  

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Episódio De Hoje: Ela Não Acreditava Nos Terríveis Dois Anos!

Pois bem minha gente, como é aquele ditado mesmo?

-Ser mãe é cuspir para cima rs
-Mãe paga com a língua rs

Eu na minha ingênua ignorância acreditava que os famosos "Terrible Twos" nada mais era que invenção para mascarar e usar como desculpa para os comportamentos exagerados e dramáticos de uma criança mal educada...
Quando Ryan estava prestes a fazer dois aninhos e não tinha nada de terrível, só confirmei as suspeitas...
Até que do dia para noite, parece que alguém veio sorrateiramente a noite e levou meu bebe e no lugar deixou seu clone malvado que estava contaminado com esse vírus chamado "Terrible Two"

A mudança foi drástica e repentina, como com Gizmo o gremilin fofo que se você o alimentar depois da meia noite ou molhar vira um monstrinho bagunceiro rs
Ou então um minion quando injetado a vacina que o transforma no destruidor minion roxo rs

Ryan começou a desafiar o tempo todo, ter crises de raiva toda vez que é contrariado, quebrando brinquedos, tentando bater em quem estiver perto e berrando, urrando como se estivesse morrendo rs, e isso dura uns 30 minutos fáceis, se joga no chão, rola, e se meus vizinhos não me conhecessem bem, com certeza o conselho tutelar estaria batendo na minha porta, e pior o vivente mente que apanhou na bunda rs, sendo que na hora do stress ameaço apenas.
Tem chiliques do nada, quer que eu faça tudo por ele, se o pai faz o grito é alto, por exemplo ele pede água e se o pai vai dar ele briga não toma, tenho que virar a água do copo fora, colocar uma nova e dar na mão dele, porque tem que ser a Mamãaaaaaae!!!!

Se esta na casa da avó e toma bronca já grita, "mamãaaaae quero ir para casa".
Não quer aceitar ajuda para as coisas, fica bravo e quer fazer tudo sozinho rs

Está sendo bem difícil lidar com esse novo Ryan, que é extremamente inteligente, decidido, reconhece cores e formas, conta até 10 e canta Daddy finger , escolhe o que quer comer e vestir, tem uma bateria ilimitada brinca corre pula, escala praticamente tudo para pular cada vez mais alto...

Meu lema é paciência, paciência e paciência, não pira, não surta, calma, respira vai passar e eu sei que vou sentir falta até desses momentos tensos, que um dia vou contar e mostrar esses vídeos para ele para assim como eu ter paciência com seus futuros filhos, pois caso não tenha a mamãe vai dar as palmadas acumuladas no homem de 30 anos kkkkkkkk


Ninguém disse que seria fácil, maternidade é aprendizado, evolução e melhoramento constante, temos falhas, paciência acaba as vezes, mas nada de tão duradouro e danoso.
E se fosse tão terrível não estaria pensando no bebê two rs




*Agora um pouco mais sobre o assunto:
O fenômeno é comum e tem até nome: adolescência do bebê. É quando a criança se dá conta de que é um indivíduo e luta para conquistar o seu espaço – gritando, batendo nos outros ou se jogando no chão. Cabe aos pais ter muita calma, paciência e ensinar que esse comportamento não leva a nada. Em outras palavras, estabelecer limites. Para ajudá-la a lidar com essa situação tão complicada, conversamos com a psicopedagoga Larissa Fonseca, de São Paulo.
1 – O que são os Terrible Twos?

A adolescência do bebê, primeira adolescência ou os “terrible twos” (terríveis dois anos, como citado na literatura em inglês), é a fase em que a criança passa a se comportar de modo opositivo às solicitações dos pais. De repente, a criança que outrora era tida como obediente e tranquila passa a berrar e espernear diante de qualquer contrariedade. Bate, debate-se, atira o que estiver à mão e choraminga cada vez que solicita algo. Diz “não” para tudo, resiste em seguir qualquer orientação, a aceitar com tranquilidade as decisões dos pais, para trocar uma roupa, sair de um local ou guardar um brinquedo. Para completar, não atende aos pedidos e parece ser sempre do contra.


2 – Esse comportamento é comum em qual idade?

Normalmente, acontece a partir de 1 ano e meio até os 3 anos de idade.


3 – Existe alguma causa?

A causa para esse período é simplesmente o próprio desenvolvimento natural da criança. A fase dos 2 anos de idade é um período de grandes mudanças para ela. Até então, o pequeno seguia os modelos e as decisões dos pais. Gradualmente, ele passa a se perceber como indivíduo, com desejos e opiniões próprias, e isso gera uma enorme necessidade de tomar decisões e fazer escolhas por si. Sem dúvida, isso acaba gerando uma grande resistência em seguir os pedidos dos pais. Não é exatamente uma ação consciente da criança, mas uma tentativa de atender a esse desejo interior, a essa descoberta de si como um ser independente dos pais. No entanto, ao mesmo tempo em que ela quer tomar suas decisões, ainda tem muitas dificuldades para fazê-lo, dado que ainda não tem maturidade suficiente. Ela discorda até dela mesma! Se você pergunta o que ela quer comer, naturalmente ela responderá: “Macarrão”. Mas, quando você chega com o prato de comida, ela diz: “Eu não quero!” Suponha que você está com pressa para ir a algum lugar. Seu filho está de ótimo humor até você dizer: “Preciso que você entre no carro agora”. Ele fará tudo, menos atender à sua solicitação. É uma fase difícil para os pais e também para as crianças. É uma experiência intensa emocionalmente e repleta de conflitos, pois, ao mesmo tempo em que a criança busca essa identidade, ela não quer desagradar seus pais – por mais que isso não pareça possível.


4 – Existe alguma maneira de evitar que o bebê passe por isso?

Não há a necessidade de tentar evitar esse período e nem há como fazê-lo. O importante é conhecer e lidar de modo construtivo com essa fase dos pequenos.


5 – Todas as crianças passam por isso?

Não é uma regra. Algumas crianças demonstram essas características mais intensamente do que outras.


6 – Como agir quando a criança se joga no chão e grita num lugar público?

Primeiramente, descarte palmadas, tapas, puxões de orelha ou qualquer outro comportamento agressivo para tentar conter uma birra. Antes de sair, converse com o seu filho e o contextualize sobre o passeio. Diga como espera que ele aja, o que ele poderá fazer ou não etc. E conte as consequências para o seu mau comportamento. Jamais ceda às manipulações, como choros, pedidos de ajuda e reclamação de possíveis desconfortos.

Opte por disciplinar a criança após a birra, que é o momento em que ela está colocando para fora sua frustração e seu descontentamento. Após ela parar de fazer a birra, você se abaixa para conversar. É sempre muito importante que a criança compreenda o que fez e o porquê de sua ação. Evite dar broncas e repreender seu filho na frente de outras pessoas para que ele não se sinta constrangido e você também. Uma dica bacana para mudar o foco da birra é chamar a atenção da criança para outra situação. Mostre um objeto ou comece a falar de outro assunto. Ignorar a birra costuma dar ótimos resultados. Em lugares públicos, se a birra persistir e você estiver se sentindo constrangida, tire o seu filho do ambiente sem demonstrar irritação e sem conversar. Sua atitude mostrará desaprovação.


7 – O que fazer quando o pequeno bate nas pessoas quando é contrariado?

Esse “bater” normalmente é a expressão do seu descontentamento, o que, no caso, não é aceitável. É importante ressaltar que as crianças, assim como nós, adultos, também ficam bravas, tristes, frustradas e chateadas – isso é natural do ser humano. Ao longo da vida, ela vai se deparar com diversas situações que despertarão esses sentimentos nelas e a infância é a melhor fase para aprender a lidar com esses sentimentos inevitáveis. Assim, se quiserem contribuir de modo positivo com o desenvolvimento emocional e psicológico dos pequenos, os pais devem parar de tentar poupá-los de situações frustrantes e passar a explicar esses sentimentos, apontando caminhos para que consigam lidar com eles. A criança não nasce sabendo a lidar com seus sentimentos, ela testa suas ações e vai construindo seus modos de agir.

Quando ela bate em alguém, imediatamente deve ser contida e, em seguida, os pais devem abaixar-se na altura da criança, olhar fixo em seus olhos e com voz firme conversar , dizendo que entendem que o pequeno esteja bravo, mas que sua atitude é inaceitável. Explique que, se aquilo voltar a acontecer, haverá consequências negativas para ela, citando quais serão. Lembre-se de que essas consequências deverão ser algo possível de ser feito porque, se a criança repetir o comportamento desaprovado, você deverá cumprir o que falou.


8 – E quando a criança bate com a cabeça na parede ou faz coisas para se machucar porque ouviu um “não”?

Em geral, as crianças recorrem a esse tipo de autoagressão como mais uma tentativa de conseguir a atenção dos adultos e, quase sempre, conseguem porque descobrem que esse comportamento provoca comoção nos pais. Por mais que possam se preocupar, os pais devem manter a ideia de que “sem plateia não há show”. O ideal é conter a ação da criança sem dar atenção ou demonstrar comoção pela atitude. Você pode, por exemplo, colocar um travesseiro ou uma almofada embaixo da cabeça dele e sair de perto, ou tire o pequeno do local onde está sem conversar e coloque-o em um ambiente mais seguro. Sem conseguir chamar sua atenção com a autoagressão, a criança vai buscar outras possibilidades, como apagar e acender a luz, ligar e desligar equipamentos eletrônicos etc. Só fique atenta para a possibilidade de esse comportamento estar refletindo algum problema emocional que, aí sim, merece a atenção dos pais.

Se a criança começar a apresentar comportamentos autodestrutivos frequentemente em situações cotidianas, como se arranhar, bater em sua própria cabeça e puxar os cabelos, vale a pena consultar um especialista porque isso pode indicar uma tentativa da criança de evitar o contato com algo que esteja lhe causando angústia.


9 – Como agir quando se está em público?

Não deixe que a opinião de pessoas desconhecidas lhe afete. Ignore os olhares de reprovação, ou aqueles que dizem: “ah, se fosse meu filho…”. Você conhece sua criança e deve buscar o que é melhor para ela. Leia, busque informações sobre esta etapa, converse com quem tem filhos nesta idade, procure quem possa ajudar, crie sua técnica e adote um mantra: “é normal e vai passar, é só manter a calma.”


10 – Cuidado!

Por mais difícil e irritante que esta fase seja, saiba que ela passa e que a criança precisa de compreensão. Portanto, evite sempre os castigos físicos, os tapas, beliscões e afins. Queremos que a criança entenda que a violência não é um comportamento aceitável, então, não podemos resolver a situação da mesma forma que ela. Explique e negocie sempre. Se você estiver perdendo o controle, respire fundo e afaste-se. Quando se sentir melhor, chame a criança e converse. Mas nunca deixe uma crise sem resposta, ou a criança vai se acostumar a não ter consequências para seus atos.







(Pots atrasados já escritos e arquivados, vou liberando aos poucos, estava com problemas de internet, muitas novidades bacanas beijos)