TwoBaby

Em Breve!

Em Breve!

sábado, 25 de junho de 2016

Filhos Estragam o Casamento?

Já perdi as contas de quantas vezes ouvi que a chegada de um filho estraga o relacionamento do casal, assunto polêmico , mas vou expressar o que realmente acho sobre esse assunto.

Não filho não estraga, não atrapalha em nada, o que acontece é que na maioria dos casos os casais tem filhos já com um casamento em declínio.
Quando a gravidez é acidental e nenhum dos dois está preparado é sempre um baque muito grande, um joga culpa e responsabilidade no outro, e se a relação é recente, é certo que o final se dá antes mesmo da criança nascer, namoros que iniciam com gravidez 90% acabam.

Outro caso é o casal que está a tempo juntos porém só a mulher sonha com o filho, e cai na burrada de achar que quando engravidar num passe de mágicas o marido ogro vai se transformar em um príncipe SQN, o marido diz com todas as letras que não é o momento, que quer crescer na carreira, melhor a situação financeira, ou seja tem outros planos para antes do bebe, mas a mulher faz chantagem, birras, insiste, deixa atordoado o pobre do homem que para se ver livre do assunto diz ok vamos tentar, mas na verdade no íntimo ele deseja que a esposa demore para engravidar.
Ela engravida antes de completar 1 ano de tentativas, é obvio que o marido não muda em nada, as vezes tende a ficar mais irritado, bravo e não liga para gravidez, vai as ultras por obrigação não por prazer de ver o filho(a).
Se a mulher é dependente financeiramente a situação é pior, tem que mendigar insistir para o marido comprar o básico para o filho(a), se ela tem seu próprio dinheiro compra tudo a seu gosto sem stress, sem pedir para família ajudar.

A criança nasce, o marido que trabalha chega em casa quer janta, casa limpa bebe em ordem e esposa arrumada, pois "ele já faz muito sustentando a casa..."
Ela não dá conta, vem as brigas cada vez piores, nem sexo acontece pois ela se sente insegura com o novo corpo adquirido pós maternidade, ele começa a chegar tarde em casa, já tem outra na rua e talvez já tivesse antes mesmo dela decidir engravidar...
As vezes ela descobre aceita, na tentativa desesperada de manter uma família que nunca existiu, as vezes ele sai de casa para ficar com a outra, as vezes ela tem um pouco de amor próprio por si e pelo filho(a) e termina a relação, as vezes ela se descuida e em um momento de fraqueza eles fazem sexo e ela engravida de novo, um acidente não planejado que coloca o ponto final na relação, pois ele a culpa.

O que estraga um filho é um casamento decadente , cheio de brigas, sem amor, apenas comodidade, isso deixa marcas em uma criança.

Filho não destrói nada, se existe amor não importa se foi planejado ou não o casal se une ainda mais, se ajuda, pois são companheiros.

O que acaba é o que já não estava bem, se arrastava, uma relação doente onde ninguém buscou tratar, resgatar o amor e o respeito.

Um filho muda a vida sim, é um turbilhão de coisas novas, a vida muda da noite para o dia drasticamente, mas se o casal escolheu e decidiu isso juntos de coração aberto desde o início, podem vir quíntuplos que o amor e companheirismo não serão abalados em nenhum momento.

A decisão de ter um filho ou mais é algo sério, envolve uma porção de coisas, precisa de estrutura, física e financeira, escola, plano de saúde nada disso vem de graça, o de graça não tem qualidade, deve ser pensado e repensado umas mil vezes, botar um filho no mundo só porque a blogueira famosa cheio de patrocínio tem uma penca e você acha legal, se ilude com os vídeos onde parece ser fácil e tudo muito lindo, não é o motivo certo, ou só porque a amiga resolveu tentar e você também quer, não é o motivo, olha a vida e relacionamento da amiga e depois olha bem para o seu, reflita...


E parem de reproduzir o discurso que filho acaba com casamento, e corrija quem dizer, quem acaba são os adultos quando resolvem agir feito crianças...



Texto polêmico , mas que serve para refletir sobre os "causos" que ouvimos e toda vez que eles vem acompanhada da frase clichê que filho estraga relações. 

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Tentantes : Conceive Ou Pressed ? Qual O Melhor?

Toda tentante já deve ter ouvido falar dos lubrificantes amigos da fertilidade, que ajudam muito na concepção quando a mulher tem pouca produção de muco, ou até mesmo um muco hostil.
Existem outras marcas, porém vou me prender as mais conhecidas e que já fiz uso então posso falar sem achismo baseando se em minhas experiências pessoais.

Vamos fazer um comparativo prático de simples entendimento, tentando esclarecer as dúvidas e curiosidades sobre os produtos.

Ambos não são "jabá" paguei do meu próprio bolso, não tem parceria , não se trata de um publi post.


Batalha dos Lubrificantes :


Valores:
Conceive plus: Em média é encontrado por 80 a 200 reais, e tem 3 tamanhos, 30mls e 75 mls, e em embalagens individuais com 8 aplicadores de 4g, por isso a variante de preço.


Pressed: Em média de 160 a 250 reais, só temos a versão 40 gramas com 9 aplicadores inclusos.


Rendimento:

Conceive Plus: As versões de 30mls e de 75 mls não vem com aplicadores, o que ocasiona desperdício de produto, é um gel consistente grossinho e difícil de tirar do tubo, além de precisar a cada aplicação de uma nova seringa esterilizada, em média dura 2 ciclos a versão que usei foi a de 30 mls.


Pressed: Fácil de manuseio tanto para encher os aplicadores e conforto na hora de aplicar, rende muito, pois é bem líquido e dá para usar apenas metade do que é indicado tranquilamente o que faz durar em média uns 4 ciclos. 


Eficácia: 


Conceive Plus: Usei no primeiro ciclo de tentativas do bebe 2 e engravidei, porém como todas que acompanharam sabem que a gravidez foi na verdade química, depois usei até o final nos mês seguinte a perda mas sem sucesso.

Pressed: Usei no primeiro mês de tentativas da primeira gravidez, tive suspeita de gravidez química, no mês seguinte usei novamente e resultou em Ryan, e comprei novamente para tentar o bebe 2 na volta a vida de tentante, só posso dizer que é o melhor em todos os sentidos!


Considerações Finais:

Hoje se fosse voltar no tempo só teria comprado pressed, apesar de ser o com custo mais elevado no Brasil é o que mais vale o investimento no meu ponto de vista, sempre tive pouco muco e depois da perda ficou hostil e nem por um milagre engravidaria pois estava um poço de acidez , que com cuidados e pressed meu ph ficou perfeito novamente.
Ambos resultaram em gravidez sim, ou seja cumprem bem seu papel, mas pelo quesito, rendimento, consistência , e facilidade de aplicação minha preferência e indicação vai para o Pressed sem dúvida nenhuma!

Então se você está pensando em investir em um lubrificante caro, fica a dica, tem resenha detalhada dos dois produtos aqui no blog se ainda restarem dúvidas procure na lupa que encontrará um rico relato cheio de detalhes sobre cada um deles.



Uma boa semana a todas!

#VemPositivo