TwoBaby

Em Breve!

Em Breve!

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Baby Two Capítulo II: 1º Ultrassom & Hematoma Subcoriônico!

Eu estava com 8 semanas quando marquei a primeira ultra do baby two, no mesmo lugar onde realizei as de Ryan, com o Dr Maravilha.
A ansiedade era a mesma, eu e marido estávamos muito ansiosos e felizes, pois da última vez que realizamos uma ultra nesse local foi para confirmar a perda do bebe ano passado...
Marcamos para parte da manha Ryan ficou sobe os cuidados da vovó paterna na qual tenho total confiança.
Começamos o exame, e logo vimos nossa pipoquinha feliz e saltitante com batimentos altos e embrião grande para idade gestacional acusando uma semana a mais, aparentemente tudo normal, até que quando estávamos acabando o exame uma mancha surgiu perto do saco gestacional, era o temido e assustador hematoma, com menos de um centímetro mas aterrorizante...
Dr Maravilha pediu para que entrasse em contato com minha médica, que era muito comum aparecer no primeiro trimestre, e por precaução deveria fazer repouso...
Óbvio que fiquei uma pilha de nervos, liguei para minha médica, enviei as fotos da ultra, e ela me disse o mesmo que era comum nada preocupante, que eu deveria fazer repouso moderado e mais nada, que provavelmente meu organismo iria absorver ou eliminar via vaginal esse sangue acumulado no qual é chamado de hematoma subcoriônico...
Chegando em casa pesquisei muito sobre o assunto, histórias com final feliz e perdas logo após se descobrir o hematoma...
Resolvi por conta e "empoderamento" fazer uso de progesterona via vaginal 200mg por noite, a controvérsias de que alguns médicos receitam nesses casos somente para mulher sentir que fez tudo que podia para ajudar o seu bebê, e foi isso que fiz já que mal não faria.
O repouso moderado consistia em não se abaixar, levantar peso, andar muito ou ficar muito tempo de pé, evitar stress e fortes emoções, abstinência sexual.
E por essa razão interromper a amamentação pois as contrações uterinas poderiam aumentar esse hematoma e causar um aborto. 
E uma ultrassom por semana até o hematoma sumir, ou notar sua evolução negativa.

Não se sabe ao certo as causas que fazem com que esse hematoma apareça, eu acredito que em partes fui culpada, não me cuidei como deveria, tratei como uma gravidez normal mesmo no início, acabei fazendo força de mais ao trocar o lençol da cama, não é frescura o colchão de uma cama King pesa horrores e acabei puxando um pouco para esticar bem o lençol...

Esclarecendo esse tal Hematoma!

Ele tem vários nomes, hematoma subcoriônico, descolamento ovular, descolamento do saco gestacional, ou descolamento de placenta(totalmente errado pois placenta não existe nessa fase).
Na maioria dos casos não se tem sintomas, mas podem ocorrer pequenos sangramentos via vaginal.
A explicação dada é que há uma pequena falha na hora da implantação onde o embrião quase se desprende, causando esse micro sangramento que se aloja perto do saco gestacional.
A grande maioria das gestações segue adiante sem nenhum problema e o hematoma some após algumas semanas ou dias dependendo do tamanho desse hematoma.
É feito um acompanhamento por ultrassom.
Seu disgnóstico é feito por ultras de rotina.

Imagens de ultras com hematoma presente:


Há também um famoso médico obstetra que alerta sobre os altos índices de hematoma no Brasil por falta experiência do médico ao realizar o exame, sendo um erro médico, em alguns artigos sobre assunto onde afirma se que se não ouve sangramento visível as chances de um diagnóstico de hematoma estar errado é imenso, e uma segunda opinião deve ser solicitada.

Fiz o repouso um pouco mais restrito, marido segurou as pontas e tomou conta de Ryan, os enjoos vieram cada dia mais fortes junto com o vômito após cada tentativa de me alimentar, plasil, Dramin , Meclin só me davam sono não ajudavam em nada...
Isso somado a tensão do desmame, o choro e emoção não tive como conter, do resto fiz tudo e um pouco mais para tentar segurar meu bebezinho...

Uma semana depois veio a resposta, o hematoma havia sumido, meu corpo absorveu, não haviam nem resquícios dele, mas por segurança o repouso moderado seria até as 12º semanas, e eu por minha conta decidi continuar com a progesterona.

Pude respirar emfim curtir um pouco, o medo de perder era muito grande, eu não tinha com quem conversar, então fiz maratona atrás de maratona de séries rs

Então se você chegou até aqui com esse diagnóstico, não se assuste, tudo vai dar certo, o corpo é sábio.



Observação:

Estamos já na metade da gestação no 5º mês o problema com hematoma foi solucionado realmente.
Vou atualizando aos poucos, então não se assuste com o andar das semanas voando a cada post..


terça-feira, 16 de agosto de 2016

Capítulo I: O Irmãozinho(a) De Ryan: A História a Ser Escrita Do Baby TWO...

Eu sei que prometi contar tudo nos mínimos detalhes quando engravidasse novamente, mas nem tudo saiu como esperava, o desmame imposto de Ryan...
Mas vamos desde o início, foi um ciclo sem muitas expectativas , minha acidez estava em alta, cheguei a usar o pre seed fora do período fértil, o que deu uma melhorada na hora das relações.
Como havia descoberto que aplicativos não funcionam fiquei meio perdida, minha ovulação aconteceu logo após a menstruação descer mas isso só fui descobrir depois...
Ainda estava no clima pós festa de Ryan escolhendo fotos, trocando presentes, quando passei a notar meus seios vazando como nos primeiros meses de amamentação e muito sensíveis amamentar ficou difícil.
 Nos dias seguintes me senti doente como se uma forte gripe fosse chegar, até observei a temperatura que em um certo dia caiu muito, até pensei que a menstruação fosse descer mais cedo, o estranho era o corpo eu sentia queimar...
Nos dias seguintes a temperatura subiu e se manteve alta, não chegava a ser febre mas perto, por essa razão decidi não tomar remédio para uma possível gripe..
No dia que Ryan completou 2 anos e 1 mês a noite me deu vontade de fazer um teste de gravidez, e pedi para o marido pegar, já que eram super sensíveis importados da marca Wondf, não queria deixar a vista se não faria tudo, sim sou a louca do teste de gravidez kkkk
Faltavam 4 dias para data da menstruação descer, marido me entregou muito a contra gosto pois achava que daria negativo, e eu ficaria triste afinal era nosso primeiro ciclo novamente...
Corri para o banheiro e fiz, e magicamente a segunda linha, chorei , tremi, sabe aquele choro forte de alívio de felicidade uma explosão de sentimentos...
Marido óbvio ouviu veio correndo, parou na porta do banheiro, mas eu não conseguia falar , ele coitado achou que tinha dado negativo e já veio falando para ter calma repetir dali dois dias...
Até que peguei na mão dele e coloquei o teste, ele olhou travou e chorou, nos abraçamos em silencio por alguns minutos e choramos...
Não contei para absolutamente ninguém além de meu marido, decidi só falar algo depois do beta já pronto e se fosse um valor alto, quando perdi meu bebe ano passado vi que amigos são família e ninguém mais.
No dia seguinte não fiz nenhum teste, uma calmaria tomou conta de mim, eu sentia em meu coração que dessa vez daria certo e confiei.. 
Realizei o beta no 3 dia , e em casa um teste o mais barato e menos sensível, no qual a segunda listra rosa e viva apareceu, e o beta se confirmou com um 85mUi-mL, alto para quem ainda não estava atrasada...
Decidi que só contaria para meu marido e sogra, e para o restante da família só com 12 semanas completas, com um aborto, zica rondando não queria preocupar ninguém.
Contei em alguns grupos mas me arrependi, felicidade causa inveja, muita inveja, recebi ataques gratuitos...
Mas como tudo é aprendizado e eu tenho uma luz unica e forte, me afastei de tudo que me atrasava, fiz uma faxina e me senti em paz, como se tivesse exorcizado demônios, foi revigorante.
Marquei minha primeira consulta com a Diva, troquei de plano para um mais completo para mais conforto e satisfação...

Foram passados exames de rotina, como faço em dia não teve muitas novidades, e a tão esperada ultrassom...
Na qual marquei com 8 semanas.
Enquanto isso tentei curtir, mas o medo de perder era imenso, me sentia insegura, perdida, e tive todo amor dedicação e cuidado do marido mais perfeito e querido do mundo, ele segurou minha mão e me deu forças quando eu cai, quando medo me sufocava de tal modo que eu tinha sensação de não conseguir respirar...
Não teve "amiga" não teve parente, foi só ele o tempo todo, nossa escolha, nossa nova jornada...

Angels Sound detectou batimentos com 6 semanas e 4 dias, o melhor conforto que eu poderia ter...
Os enjoos vieram fortes ao ponto de não conseguir comer, diferente da gravidez de Ryan sem nenhum incômodo. 

Nos próximos posts conto como foi a primeira ultra, o imprevisto, o medo, e a causa do desmame...




Posts não estão em tempo real, mas tudo que aconteceu será relatado de acordo com as anotações pessoais.  


sábado, 13 de agosto de 2016

O Desmame de Ryan..

Essa é a razão da ausência no blog, fiquei muito triste por ter que desmamar Ryan aos 2 anos e 2 meses, não foi uma decisão fácil, era algo que relutei até onde pude...
Por problemas médicos o desmame foi solicitado e tive de parar de amamentar imediatamente (outro post explico tudo direitinho).
Ryan aceitou bem, não chorou tanto como eu imaginava, mas eu por outro lado me senti um lixo e só chorava dia e noite...
É difícil, não tive apoio de nenhuma amiga, a maioria pouco sabia sobre amamentar, muitas nem até os 6 meses conseguiram, ou por falta de informação, comodidade ou opção, o que não julgo cada um faz o que é melhor para si, a questão é que me vi sozinha, e só ouvia que ele já havia mamado o suficiente, que passaria a comer melhor sem o tete, isso vindo de mães de filhos gordinhos e com sistema imunológico frágil, Ryan é um touro de forte, e gordura nunca foi parâmetro de saúde, bem pelo contrário...
Me isolei do mundo, tive inicio de depressão, não foi algo fácil, foi uma experiencia traumática, posso dizer que foi minha maior dificuldade até o momento.
Amamentação prolongada é visto com maus olhos, e os principais juízes são outras mulheres, outras mães, algumas por inveja, outras por ciúmes do boy, outras por achar ser coisa de pobre, emfim gente doente... 

Hoje fazem quase 3 meses de desmame, Ryan ainda dorme abraçado ao tete, pergunta se o leite acabou, mas não pede mais...
Eu conversei com ele e fui sincera de forma lúdica ele entendeu, não teve uma fórmula ou algo mágico...
Hoje ele toma duas mamadeiras cheias, come mais, mas o peso não alterou continua ganhando o mesmo de antes.
Teve um episódio de rinite alérgica, mas não fez tratamento pois teve reação ao anti alérgico, e se curou por si só.

Amamentar é doação, é dormir mal, sentir fraqueza mas nunca desistir, optar por não oferecer chupeta, mamadeira e a livre demanda, são pouquíssimas mulheres que conseguem amamentar por mais de 1 ano, tenho um marido e pai maravilhoso que faz a sua parte e teve grande importância nesse processo essa vitória é nossa.
Minha família também sempre me apoiou e incentivou muito.

Hoje já olho nossas fotos... centenas no tete sem chorar compulsivamente, sou grata pelo leite que jorrou dos meus seios, de conseguir realizar o sonho de amamentar, de ter um filho lindo e saudável todo esforço, noites sem dormir se reflete na saúde e bem estar de Ryan e isso definitivamente não tem preço.
recordações lindas , momentos inesquecíveis amor líquido, o elo entre mãe e filho fora da barriga, eu fui a unica fonte de alimento, a unica a apreciar esse momento, nosso momento...

Só carrego um sentimento no peito GRATIDÃO...


Um bom final de semana a todos, logo logo atualizo vocês do motivo do desmame, e de tudo que rolou nesses últimos meses..