TwoBaby

Em Breve!

Em Breve!

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Eu Não Sou Menos Mãe!

*Eu não sou menos mãe porque minha gravidez não foi planejada.

*Eu não sou menos mãe porque não consegui curtir a gravidez devido aos sintomas intensos.

*Eu não sou menos mãe porque meu parto não foi humanizado e sim cesariana.

*Não sou menos mãe por ter escolhido data e hora para meu bebe nascer, por medo de parto normal.

*Eu não sou menos mãe porque não consegui amamentar.

*Eu não sou menos mãe por oferecer leite artificial ao meu filho.

*Não sou menos mãe só porque introduzi alimentos antes dos 6 meses de idade.

*Não sou menos mãe porque não consegui amamentar exclusivamente até os 6 meses.

*Eu não sou menos mãe por oferecer chupeta e mamadeira.

*Eu não sou menos mãe por não usar fraldas de pano ecologicamente corretas.

*Não sou menos mãe por fazer cama compartilhada.

*Não sou menos mãe por ter colocado meu filho RN para dormir no quarto dele desde a primeira noite em casa.

*Não sou menos mãe só por usar lenços umedecidos ao invés de algodão e água morna.

*Eu não sou menos mãe por voltar a trabalhar antes dos 6 meses de vida de meu filho.

*Não sou menos mãe por não ter abandonado o emprego para me dedicar exclusivamente ao bebe.

*Não sou menos mãe por oferecer biscoito, pão, água etc.. para meu bebe de menos de 1 ano de idade.

*Não sou menos mãe por usar sal e açúcar nas refeições de meu bebe.

*Não sou menos mãe por medicar sim, meu filho mesmo que a febre não seja alta.

*Não sou menos mãe por coloca lo na escolinha.

*Não sou menos mãe por oferecer papinha Nestle .

*Não sou menos mãe por ser ajudada pelos avós nos cuidados com o bebe.

*Não sou menos mãe por deixar meus filhos assistirem TV.

*Não sou menos mãe por usar andador.

*Não sou menos mãe por ter filhos antes dos 20.

*Não sou menos mãe por ter filhos com mais de 40.

*Não sou menos mãe por ter apenas 1 filho único.

*Não sou menos mãe por ser mãe solteira.


Este texto hoje vai para todas as mulheres que de alguma forma se sentirão menosprezadas e humilhadas por terem tomado decisões sobre a vida do filho, existem muitas mulheres que gostam de julgar apontar o dedo mesmo tudo para se sentirem MAIS que as outras, o menos na verdade são elas um casamento fracassado, vida financeira falida, falta de amor com o filho, pode apostar que por trás da pompa e julgamentos há algo de podre.
Siga sempre seus instintos, não deixem que a julguem e se fizerem ignore corte a pessoa da sua vida, o mal a gente corta pela raiz.
A maioria das mães quando erra é tentando acertar e nunca para o mal do filho, não se culpe, maternidade são para os fortes, vão ter momentos de desespero, de lágrimas e de muita culpa, mães são exigentes e muitas vezes cruéis com sigo mesmas na hora de se auto avaliar.
Confie em você no seu coração!




Uma boa semana a todas!
e boa sorte! 

2 comentários:

Lyanna Souza disse...

Publicação perfeita!!!! Não existem super mães e nem menos mães. Todas são simplesmente mães e para seus filhos serão sempre "a melhor mãe do mundo!!!!" Beijos!!!!

Thalita Loraynny disse...

Tiffa, obrigada pelo post, parece até que foi feito para mim após meu desabafo, onde eu com certeza me senti a menos mãe. Enfim, tive misericórdia de mim, sei que as escolhas que fiz, mesmo depois não achando que eram as melhores, fiz pensando em acertar.
Hoje eu digo com toda a certeza que não sou menos mãe, e que filho e a forma em que são criados não se deve comparar com ninguém, cada um tem o seu.
Bjus***

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sua opinião é importante para o crescimento e qualidade do Blog. Gratidão!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.