TwoBaby

Em Breve!

Em Breve!

sábado, 13 de agosto de 2016

O Desmame de Ryan..

Essa é a razão da ausência no blog, fiquei muito triste por ter que desmamar Ryan aos 2 anos e 2 meses, não foi uma decisão fácil, era algo que relutei até onde pude...
Por problemas médicos o desmame foi solicitado e tive de parar de amamentar imediatamente (outro post explico tudo direitinho).
Ryan aceitou bem, não chorou tanto como eu imaginava, mas eu por outro lado me senti um lixo e só chorava dia e noite...
É difícil, não tive apoio de nenhuma amiga, a maioria pouco sabia sobre amamentar, muitas nem até os 6 meses conseguiram, ou por falta de informação, comodidade ou opção, o que não julgo cada um faz o que é melhor para si, a questão é que me vi sozinha, e só ouvia que ele já havia mamado o suficiente, que passaria a comer melhor sem o tete, isso vindo de mães de filhos gordinhos e com sistema imunológico frágil, Ryan é um touro de forte, e gordura nunca foi parâmetro de saúde, bem pelo contrário...
Me isolei do mundo, tive inicio de depressão, não foi algo fácil, foi uma experiencia traumática, posso dizer que foi minha maior dificuldade até o momento.
Amamentação prolongada é visto com maus olhos, e os principais juízes são outras mulheres, outras mães, algumas por inveja, outras por ciúmes do boy, outras por achar ser coisa de pobre, emfim gente doente... 

Hoje fazem quase 3 meses de desmame, Ryan ainda dorme abraçado ao tete, pergunta se o leite acabou, mas não pede mais...
Eu conversei com ele e fui sincera de forma lúdica ele entendeu, não teve uma fórmula ou algo mágico...
Hoje ele toma duas mamadeiras cheias, come mais, mas o peso não alterou continua ganhando o mesmo de antes.
Teve um episódio de rinite alérgica, mas não fez tratamento pois teve reação ao anti alérgico, e se curou por si só.

Amamentar é doação, é dormir mal, sentir fraqueza mas nunca desistir, optar por não oferecer chupeta, mamadeira e a livre demanda, são pouquíssimas mulheres que conseguem amamentar por mais de 1 ano, tenho um marido e pai maravilhoso que faz a sua parte e teve grande importância nesse processo essa vitória é nossa.
Minha família também sempre me apoiou e incentivou muito.

Hoje já olho nossas fotos... centenas no tete sem chorar compulsivamente, sou grata pelo leite que jorrou dos meus seios, de conseguir realizar o sonho de amamentar, de ter um filho lindo e saudável todo esforço, noites sem dormir se reflete na saúde e bem estar de Ryan e isso definitivamente não tem preço.
recordações lindas , momentos inesquecíveis amor líquido, o elo entre mãe e filho fora da barriga, eu fui a unica fonte de alimento, a unica a apreciar esse momento, nosso momento...

Só carrego um sentimento no peito GRATIDÃO...


Um bom final de semana a todos, logo logo atualizo vocês do motivo do desmame, e de tudo que rolou nesses últimos meses.. 

1 comentários:

Decidida Estou disse...

Que bom que voltou a postar, achei que tivesse nos abandonado rs Imagino quao dificil deve ter sido o desmame, tb fiquei muito triste quando minha bebe aos 8 meses nao quis mais mamar, pela minha vontade teria amamentado ate o 2 anos no minimo, porem temos que aceitar essa transiçao, faz parte do desenvolmento deles.
Estou no aguardo de novas postagens ate pq vi que o blog agora tem nome de mae de segunda viagem ;)

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sua opinião é importante para o crescimento e qualidade do Blog. Gratidão!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.