TwoBaby

Em Breve!

Em Breve!

domingo, 18 de dezembro de 2016

Segunda Gravidez RH Negativo.

Olá meninas, notei que pelo número de comentários sobre fator RH- que ainda existem muitas dúvidas, principalmente se tratando de uma segunda gravidez, espero esclarecer um pouco mais sobre esse tema, já que vivo essa realidade.

Quando soube que meu sangue era O-, logo fiquei apreensiva sobre incompatibilidade sanguínea e sobre o que afetaria quando decidisse engravidar, logo busquei informações na internet, e fiquei assustada e com medo com tudo que li, mas nada melhor que um bom papo com uma ginecologista para espantar os fantasmas sobre esse tema.
Ter um RH- não dificulta em nada para engravidar, mesmo que seu parceiro seja RH+, fazendo um pré natal certinho, e o exame de coonbs indireto tem se o controle sobre possíveis problemas.
Da primeira gravidez fiz o coonbs todo mês, e assim que Ryan nasceu antes de 72 horas pós parto tomei a vacina Imunoglobulina anti D, que evita com que meu corpo criasse  anticorpos, caso isso acontecesse seria um problema grande em uma segunda gravidez.
Quando decidi engravidar novamente, fiz uma bateria de exames e o coombs novamente, que se manteve negativo, ou seja a vacina cumpriu seu papel.
Logo no primeiro mês engravidei, mas a gestação não evoluiu , tudo indicou se tratar de uma gravidez química, e dessa vez não tomei a vacina, não precisei de curetagem pois estava com 4-5 semanas, minha médica junto com outros colegas avaliaram que para meu caso não seria necessário, mas claro que fiquei com medo e apreensiva. 
Logo em seguida uma nova gravidez, e coombs todo mês, que se manteve negativo, estou a alguns dias apenas do parto e o procedimento será o mesmo vacina após o nascimento.
Duas gestações normais, saudáveis como qualquer outra, a unica diferença é o exame de coombs todo mês, que é rápido e nada sofrido.
Com cuidado de fazer um pré natal não tem com que se preocupar, cobre do seu médico e mude de profissional caso ele não acompanhe de perto o coombs, pois ele precisa ser observado para detectar se permanece negativo, no caso do exame positivar a gestação é considerada de risco e o monitoramento fetal é feito com mais frequência.
Se não acompanhado de perto aí sim pode causar grandes estragos, é silencioso, não tem sintomas aparentes e pode levar a morte fetal.
Vou deixar mais informações aqui:








Uma leitura acadêmica e detalhada sobre o tema:      http://pt.slideshare.net/marisousa507/aloimunizao-materno-fetal-e-assistncia-de-enfermagem-a-gestao-multipla

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sua opinião é importante para o crescimento e qualidade do Blog. Gratidão!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.