TwoBaby

Em Breve!

Em Breve!

domingo, 31 de março de 2013

Mais Real... Menos Virtual

Olá meninas tudo bom?
 Bem hoje vou falar um pouco sobre algumas decepções virtuais digamos assim, quando resolvi criar um face para falar sobre gravidez, onde nem família e amigos próximos estariam presentes, pelo motivo de achar que se abrisse isso com familiares ficaria mais nervosa, ansiosa e talvez enfrentasse julgamentos e palpites, pensava que em um grupo de mulheres tentantes isso não aconteceria pois seriam estranhas com o mesmo objetivo.
 Pois bem descobri que as cobranças são maiores , os julgamentos piores , e a ansiedade e nervosismo se transformou em desmotivação.
  Em um grupo de tentantes se você não se mostra desesperada para engravidar já julgam seu desejo como inferior, se você decide adiar para ter melhores condições já julgam ser um motivo pequeno, mesmo deixando claro que está em uma fase de preparos sempre tem alguém te perguntando quando será "tentande de verdade", acho que ser tentante não é só transar sem camisinha, e sim preparar o ambiente , cuidar do ninho para esse momento tão especial, como já disse anteriormente não me contento com pouco, não é arrogância , não é se sentir melhor do que ninguém, mas ter um filho sem estabilidade e planejamento para mim é irresponsabilidade total, se você tentante que mora de aluguel, vive no vermelho acha certo e quer um filho beleza , não julgo, só  espero o mesmo não ser julgada por escolher o melhor para mim.
  Pois as pessoas levam tudo para o lado pessoal, se sentem ofendidas, já vem com o discurso pronto onde falam um lar é feito de amor, que antigamente as famílias criavam os filhos com o básico etc... etc..
 Eu sei de tudo isso, e respeito quem cria os filhos com um salário mínimo, a questão é aceitar e respeitar que não quero isso para mim.
   Por outro lado, pude ver claramente que a família e amigos do mundo real, esses sim cobram menos, entendem melhor meu ponto de vista ambicioso e ousado , pois abri para algumas pessoas e como me surpreendi, tenho o privilégio de ter um marido louco para ser pai que me apoia e incentiva em absolutamente tudo , pois no caso se ele não estivesse preparado para paternidade jamais forçaria isso, pois acho que filho é decisão do casal e não da mulher, uma mãe e uma sogra ansiosas mais que respeitam e admiram meu modo de pensar, sabem que sou uma mulher que pensa antes de fazer qualquer coisa.
  Agora que fui atrás de um plano de saúde realmente bom, vou começar com os exames , e aproveitar para tirar minha carteira de motorista, para poder assim que engravidar poder me locomover com conforto sem depender de transporte público ou de caronas.
  São essas pequenas coisas que ao dividir sou julgada, porque para algumas é futilidade , querer conforto e bem estar, para mim é qualidade de vida, e tenho certeza que se postasse isso no face seria taxada de "patricinha mimada" ou coisas do tipo, por querer e BUSCAR  o melhor, pois as que me julgam são pessoas que se conformam com a vidinha que tem, não fazem por onde mudar, e depois de um tempo são as mesmas que reclamam por ficar horas na fila do sus, ou das pessoas que não dão lugar a gestantes em transportes públicos , ou pior aquelas que depois que a bolsa estoura ficam migrando de hospital para hospital rezando por uma vaga.
   Tem as clássicas também que moram com a sogra e vivem para reclamar que se metem em tudo que não aguenta mais os palpites da sogra, emfim sem se tocar que mora de favor que deveria procurar algum lugar para morar ao invés de fazer um filho, ou pelo menos baixar a cabeça e respeitar pois sogra nenhuma é obrigada a aceitar uma nora dentro de casa, ainda mais se a nora não trabalha fora e não ajuda com as despesas.
  Então por essa razão abandonei geral as redes sociais , é complicado ver pessoas apontando o dedo para você , sendo que essas não tem uma vida admirável, na qual você aceitaria a critica e tentaria se espelhar, e como tenho uma boa educação e noção é melhor me afastar e deixar que falem ou pensem o quiserem, pois eu estarei bem com meu modo de vida e com minhas normas de vida.
  Só para esclarecer não nasci em berço de ouro, pelo contrário, também nunca passei fome, tinha inúmeros brinquedos, mas vi o esforço de meus pais para que nada me faltasse, terem que me colocar em prioridade sempre, deixando seus sonhos e desejos todos em segundo plano, vivendo para criar uma filha. desde pequena sempre pensei que eu não faria o mesmo, cresci ouvindo o quanto um filho planejado é melhor para um casal, e que se pudessem voltar no tempo teriam se estabilizado melhor antes de me ter, tive muito amor , carinho , e dedicação e noções de como funciona uma casa após a chegada dos filhos.

 Bem meninas esse foi mais um desabafo, e peço que entendam, e não levem como ofensa  o que escrevi aqui, pois os desejos são todos referentes a mim, ou seja o que é bom para você pode ser o contrário de tudo que almejo para mim, mas funciona para você e isso é que é importante, ser fiel a você, não mudar pelos outros e sim por você, é assim que penso, respeito suas escolhas, respeite as minhas :-)


Uma boa semana a todas, muitos positivos, esse 2013 será um ano inesquecível disso eu tenho total certeza.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sua opinião é importante para o crescimento e qualidade do Blog. Gratidão!

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.